Porque uma é pouco! Porque umas 1000 é capaz de ser demais. Aqui passarão a figurar as muitas existências de mim mesma. As muitas vivências de mim para mim mesma.

11
Jan 09

Imagem retirada daqui.

 

Mal de te amar neste lugar escuro
Onde tudo me faz olhar-te
Onde nada faz sentido, excepto tu.
 
Mal de te amar neste lugar hipócrita
Onde tudo me faz ouvir-te
Onde nada faz sentido, excepto tu.
 
Mal de te amar neste lugar estranho
Onde tudo me faz querer-te
Onde nada faz sentido, excepto tu.
 
Mal de te amar neste lugar complexo
Onde tudo me faz sentir-te
Onde nada faz sentido, excepto tu.
 
Mal de te amar neste lugar incerto
Onde tudo me faz lembrar-te
Onde nada faz sentido, excepto tu.
 
Mal de te amar neste lugar ambíguo
Onde tudo me faz amar-te
Onde nada faz sentido, excepto nós.
 
P.S. título original de um poema de Sophia de Mello Breyner Andresen
publicado por M.M. às 23:55

Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

15
16
17

19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

15 seguidores

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO