Porque uma é pouco! Porque umas 1000 é capaz de ser demais. Aqui passarão a figurar as muitas existências de mim mesma. As muitas vivências de mim para mim mesma.

14
Jan 10

 

Eu tenho uma espécie de dever,
de dever de sonhar,
de sonhar sempre,
pois sendo mais do que
um espectador de mim mesmo,
eu tenho que ter o melhor espectáculo que posso.
E assim me construo a ouro e sedas,
em salas supostas, invento palco, cenário,
para viver o meu sonho
entre luzes brandas
e músicas invisíveis.

(Fernando Pessoa)

 

publicado por M.M. às 00:47

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
15
16

19
21
22

24
25
26
30

31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

15 seguidores

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO