Porque uma é pouco! Porque umas 1000 é capaz de ser demais. Aqui passarão a figurar as muitas existências de mim mesma. As muitas vivências de mim para mim mesma.

29
Mai 10

«Não gosto não gosto nada de ti... quando estás longe longe dos meus braços do meu colinho» *

 

* adoro quando me dizes isso! Mais ainda porque o sentimos a dois.

publicado por M.M. às 13:04

Eu só quero o teu braço, que me abraça
Eu só quero o teu beijo, que me afoga
Eu só quero o teu corpo que me enlaça
Eu só quero o teu fogo que me afaga
Eu só quero o teu livro que me ensina
Eu só quero o teu jeito que me ajeita
Eu só quero o teu ar que me fascina
Eu só quero o teu gozo que me enfeita.

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
13

16
18


30
31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

16 seguidores

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO