Porque uma é pouco! Porque umas 1000 é capaz de ser demais. Aqui passarão a figurar as muitas existências de mim mesma. As muitas vivências de mim para mim mesma.

14
Jan 10

Detesto não ter nada mais para dizer

Do que um seco "olá".

 

Mas adoro parar para dizer esse "olá"

E poder olhá-lo nos olhos

publicado por M.M. às 23:30

 

Vou
uma vez mais
correr atrás
de todo o meu tempo perdido
quem sabe, está guardado
num relógio escondido por quem
nem avalia o tempo que tem

 

p.s. Mais uma música de encantar de um dos meus compositores preferidos!

publicado por M.M. às 08:52

 

Eu tenho uma espécie de dever,
de dever de sonhar,
de sonhar sempre,
pois sendo mais do que
um espectador de mim mesmo,
eu tenho que ter o melhor espectáculo que posso.
E assim me construo a ouro e sedas,
em salas supostas, invento palco, cenário,
para viver o meu sonho
entre luzes brandas
e músicas invisíveis.

(Fernando Pessoa)

 

publicado por M.M. às 00:47

Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
15
16

19
21
22

24
25
26
30

31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

16 seguidores

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO