Porque uma é pouco! Porque umas 1000 é capaz de ser demais. Aqui passarão a figurar as muitas existências de mim mesma. As muitas vivências de mim para mim mesma.

29
Jul 09

 

«A culpa não é dos filmes que viste, dos livros que leste, das letras das músicas que gravavas repetidas nas cassetes de fita preta. A culpa foi desse momento - onde raio foi esse momento - em que eternizaste a ideia de acreditar que mereces o princípio, o meio e o fim da mais romântica, foleira, pirosa e linda história de amor.»

 

Adulterado daqui.

publicado por M.M. às 18:03

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
28
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

15 seguidores

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO