Porque uma é pouco! Porque umas 1000 é capaz de ser demais. Aqui passarão a figurar as muitas existências de mim mesma. As muitas vivências de mim para mim mesma.

15
Nov 09

 

Hoje, passado sei lá quanto tempo voltei a encontrar o ilustre desconhecido - muso inspirador aqui do estaminé! Continua simpático como sempre, brincalhão e com aquela carinha de anjo... tratou-me com toda a delicadeza, mas nem uma palavra além do estritamente necessário!

 

Chego a casa e recebo uma mensagem do dito: "continuas linda com sempre. Sou uma besta".

p.s. como se eu já não soubesse que ele é uma besta


20
Mar 09

I don't love you anymore. Goodbye.

 

Há dias em que acordamos para a vida real, não para a vida dos contos de fadas. Há dias em que acordamos e pensamos que há coisas que não fazem sentido na nossa vida. Há dias em que nos libertamos das amarras que nos prendem aos impossiveis da nossa vida. 

 

Hoje foi um desses dias. E ainda bem...

 

P.S. Estação terminal! Daqui para a frente não há mais trilho possivel.

publicado por M.M. às 21:54

25
Jan 09

Hoje ao ler um determinado blog dei-me a ter uma recaída em relação ao ilustre desconhecido. Afinal tudo o que eu queria dele não era nem tanto quanto o menos que o queria se nada disso tivesse.

 

Aqui fica: O que é que as mulheres querem (dos homens)?

 

Imagem retirada daqui.

 
Eu quero acima de tudo um companheiro! (não confundir com companhia). Sentir-se parte da vida de alguém, saber que lhe posso contar tudo e que ele vai fazer o mesmo. Sejam as banalidades do dia-a-dia, sejam os nossos tormentos ou alegrias. Saber que serão ditos segredos e que vamos guardá-los para nós.

Quero poder habituar-me a estar presente nos dias em que não me apetece muito, participar com um sorriso nas actividades com os seus amigos, ainda que implique passar um dia ao frio e com lama até aos joelhos, ainda que tivesse outras coisas mais interessantes para fazer.

Quero poder ir às compras com ele, ouvir e dar sugestões para ficarmos mais bonitos um para o outro, ao invés de recorrer sempre às amigas só de pensar na sua reacção ao sugerir-lhe a ideia ou na sua cara se eventualmente chegar a ir ao shopping. Quero que me compre lingerie.

Quero ir ver o Saw IV mas saber que também virá assistir a uma peça de teatro, se o convidar.

Quero que venha comigo aos casamentos e afins, aos eventos que importam para mim e já agora que faça um pequeno esforço de apresentação.

Quero ser convidada para todas as suas datas importantes também e se for preciso, negoceia-se a coisa, porque não?

Quero alguém que tenha sentido de humor, que se consiga rir de si próprio e que tenha imaginação. Que seja crítico mas sem maldade e capaz de aceitar outros pontos de vista também, sem ficar ofendido.

Quero alguém que seja amável com todos, crianças, velhinhos, sem preconceitos e sem atitudes de superioridade.

Não quero ter de lhe dizer para lavar os dentes e era óptimo se se fosse desfazendo de algumas daquelas camisolas mais velhinhas, já desbotadas e rotas, às quais os homens se apegam tanto.

Quero receber pelo menos um beijinho todos os dias sem excepção, nem que seja apenas aquele antes de dormir e que significa que nunca nos deitamos zangados ou magoados.

Quero que tenha a mesma paciência para ser agradável para a minha família, como a que eu tenho para com a dele. Que também durma lá em casa em vez de passar sempre apenas umas horas.

Quero que olhe mais tempo para mim ao fim do dia, do que para o ecrã do pc ou da televisão.

Quero poder saber dos acontecimentos por ele e não pelos seus amigos, deixar de ter de fingir que já sabia.

Quero ouvir elogios de vez em quando, porque as mulheres são mesmo assim.

Quero que me apoie nos meus projectos, ainda que não sejam o que idealizou para mim.

Quero receber abraços, fazer cadeirinha e adormecer no seu ombro. Quero que me olhe nos olhos todos os dias para que possamos aperceber-nos se algo não está bem.

Quero um homem inteligente mas que me faça sentir como igual, um homem habilidoso com as pequenas reparações do dia-a-dia, que seja aventureiro e aberto, que goste de viajar e de conhecer, de experimentar. Que goste de comer bem, que agradeça uma refeição caseirinha só para ele e que também seja capaz de no-la fazer de vez em quando. Que me dê a mão à frente dos amigos e de toda a gente, que não se esqueça de me apresentar a quem encontramos por acaso. Alguém que ajude nas tarefas domésticas sem ter que lho pedir repetidamente pois reconhece que não é justo ser só um a tratar de tudo. Que tenha paciência para perceber que tenho mesmo que atender o telemóvel do serviço, ainda que esteja fora do horário ou de férias.

Quero que ele me seduza, que me apanhe desprevenida, que me deixe corada. Quero que me morda e que me acaricie como se fosse a coisa mais suave do mundo. Quero total confiança entre nós mas também quero que haja um pouquinho de ciúme qb.

Quero passar o sábado todo na cama com ele. Alguém a quem eu ensine coisas e com quem possa aprender. Que se lembre de colher uma florzita e da ma oferecer sem razão aparente, que me faça sentir preciosa. Essencialmente quero alguém que me ame e a quem eu possa amar de volta sem medos. Desde que haja amor e desde que haja diálogo para perceber como dirigir as velas, desde que haja cedências de parte a parte e que ambos se coloquem no mesmo patamar, as coisas podem resultar...

Tulipa N

Pescado aqui.

 

publicado por M.M. às 22:54

18
Jan 09
Sinto-me reclusa
Reclusa deste sentimento
Reclusa de mim
Reclusa de ti
 
Imagino-me dona
Deste cubículo
Que me aquieta
Sinto-te
 
Imagino-me dona
Da leve brisa que passa
Que me faz arrepiar
Sinto-te
 
Imagino-me dona
Do feixe de luz que me atravessa
Que me aquece
Sinto-te

Imagino-me dona
Do mundo lá fora
Onde nos encontramos
E entregamos
E amamos
Sem reservas.
 
Imagino-me dona
Do tempo que há-de vir
Onde seremos reclusos de nós mesmo
Onde seremos reclusos um do outro
 
Recuso-me
A seguir em frente
Sem saber porquê
publicado por M.M. às 22:02

13
Jan 09

publicado por M.M. às 17:43

12
Jan 09

 

 

Outra margem de mim - Mafalda Veiga

 

 

É quase noite, não te escondas mais
Vai desatando até entrar o ar
Dá-me um gesto que me diga o teu fundo
Uma palavra para te tocar

 

P.S. Onde estás margem? Custa-me vislumbrar-te...
 

publicado por M.M. às 19:10

11
Jan 09

Imagem retirada daqui.

 

Mal de te amar neste lugar escuro
Onde tudo me faz olhar-te
Onde nada faz sentido, excepto tu.
 
Mal de te amar neste lugar hipócrita
Onde tudo me faz ouvir-te
Onde nada faz sentido, excepto tu.
 
Mal de te amar neste lugar estranho
Onde tudo me faz querer-te
Onde nada faz sentido, excepto tu.
 
Mal de te amar neste lugar complexo
Onde tudo me faz sentir-te
Onde nada faz sentido, excepto tu.
 
Mal de te amar neste lugar incerto
Onde tudo me faz lembrar-te
Onde nada faz sentido, excepto tu.
 
Mal de te amar neste lugar ambíguo
Onde tudo me faz amar-te
Onde nada faz sentido, excepto nós.
 
P.S. título original de um poema de Sophia de Mello Breyner Andresen
publicado por M.M. às 23:55

09
Jan 09

 

I hate you then I love you - Pavarotti e Celine Dion

 

You make me sad
You make me strong
You make me mad
You make me long for you

publicado por M.M. às 21:52

07
Jan 09

É sempre mais do que eu te sei dizer...

... 1000 vezes mais do que eu te sei dizer!

publicado por M.M. às 19:09

Gosto do teu jeito desajeitado

Gosto do teu andar apressado 

Gosto do teu ar desconfiado

 

Gosto do teu olhar maroto

Gosto quando olhas para mim

Gosto de olhar para ti

 

Gosto do teu sorriso

Gosto quando sorris para mim

Gosto quando me fazes rir

Gosto quando nos rimos juntos

 

Gosto da tua forma de ser

Gosto da pessoa que és

 

Gosto de ti!

 

 Imagem retirada daqui.

publicado por M.M. às 00:41

06
Jan 09

 

 

In love

I´m in love

 

I´m in love

Because I want you

Not by you

But by me

 

You are in me

In my hands

In my body

In my head

In my heart

publicado por M.M. às 20:20

04
Jan 09

Bom acordar

Com aquele sorriso

 

Bom levantar

Com aquela vontade

 

Bom tomar o pequeno-almoço

Com aquela satisfação

 

Bom sair de casa

Com aquela energia

 

Bom ir ao teu encontro

Com aquela excitação

 

publicado por M.M. às 12:21

A vida é mesmo assim

Feita de estupidezes!

De ânimos e desânimos

De vitórias e derrotas

De sorrisos e lágrimas

 

No fundo a vida é feita de estupidezes

Estupidez daquele sorriso de orelha a orelha

Estupidez de viver agarrado ao telemóvel

Estupidez de rir sem motivo aparente

Estupidez de quere sempre a tua companhia

Estupidez de te encontrar

 

E sabem que mais?

É mesmo bom ser-se estúpida!

 

Foto retirada daqui.

 

Hoje soube-me especialmente bem ser estúpida e ficar estúpida, depois de ler "Queres vir tomar chá comigo boneca?"

publicado por M.M. às 00:03

02
Jan 09

Imagem retirada daqui.

 

 

Saudades de ti

Do teu olhar

Do teu sorriso

Dos teus lábios

Do teu corpo

 

Saudades de nós

Dos olhares

Da cumplicidade

Das gargalhadas

 

...Saudades...

de tudo

de nada

 

Saudades

Do mundo que pintamos de cor-de-rosa

publicado por M.M. às 17:50

27
Dez 08

O que fazer quando o rapaz de quem gostamos ou nos sentimos atraidas ou sei lá o quê há uns tempos nos beija pela primeira vez e chora?

 

O que fazer com aquele misto de sentimentos que se embrulharam dentro do coração?

publicado por M.M. às 14:06

15
Dez 08

Ainda que sendo desconhecido me conseguiu fazer sorrir no final de um dia de cão no qual os motivos para chorar eram mais que muitos. Mas nada como diria a outra um batoonzinho nos lábios, um rimel e aí vamos nós! Foi o que fiz e soube-me mesmo bem.

Obrigada ilustre desconhecido pelos momentos de descanso que me proporcionaste. Obrigada por me teres dito aquilo, que mesmo sem saberes, precisava de ouvir. 

 

P.S. o pinguim não sei se sou eu ou ele! Quando descobrir aviso.

publicado por M.M. às 22:14

Dezembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO