Porque uma é pouco! Porque umas 1000 é capaz de ser demais. Aqui passarão a figurar as muitas existências de mim mesma. As muitas vivências de mim para mim mesma.

06
Fev 10

A minha primeira imagem da cidade foi de desilusão, aquela Paris que tinha na minha cabeça não existiria? Na manhã seguinte acordei com a alma lavada e espreitei à janela o céu carregado e o chão cheio de neve... saí finalmente de casa e a imagem da cidade suja, desorganizada, (até) violenta que tinha tido na noite anterior desapareceu! Afinal Paris estava ali, pronta a ser descoberta. E sim, agora posso dizê-lo, fascinou-me!

 

Agora, alguns dias depois do meu regresso guardo na memória a beleza de Notre Dame, as cores vivas do Bairro Latino, a omnipresença da Tour Eiffel, a cidade vista do Sena, os finais de tarde frios ao sol. Longe da imagem que havia criado! Ei-la!

 

 

 

 

 

Foram belos dias de descanso! Passeio! Risos!

publicado por M.M. às 15:16
tags:

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

15
19

26
27



mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO