Porque uma é pouco! Porque umas 1000 é capaz de ser demais. Aqui passarão a figurar as muitas existências de mim mesma. As muitas vivências de mim para mim mesma.

02
Jan 10
É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas agigantam-se e encolhem-se aos nossos olhos. O nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de acções e reacções, de expectativas e frustrações.
Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente torna-se mais uma. Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande... é a sua sensibilidade, sem tamanho.
 
William Shakespeare

Imperdoavelmente este texto que li há uns tempos num blog alheio (do qual não guardei a indicação) foi ficando perdido nos rascunhos...

 

Que todos possamos ter na nossa vida estas pessoas...

publicado por M.M. às 18:47

3 comentários:
maravilhoso :D
heidi a 3 de Janeiro de 2010 às 19:57

muito bom :D
Cátia a 4 de Janeiro de 2010 às 22:05

Ainda bem que concordam =)
M.M. a 6 de Janeiro de 2010 às 01:13

Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
15
16

19
21
22

24
25
26
30

31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

17 seguidores

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO