Porque uma é pouco! Porque umas 1000 é capaz de ser demais. Aqui passarão a figurar as muitas existências de mim mesma. As muitas vivências de mim para mim mesma.

09
Nov 09

Hoje mais duas horas perdidas à custa do toque no carro! Entre deixar o carro na oficina e ir buscar o carro de substituição, nada como tomar um cafezinho para ver se abria a pestana....

 

Um cafezito simpático numa parte da cidade que quase desconhecia! Entro e sento-me na mesa que tinha os jornais em cima, para meu desconsolo eram de ontém... Ainda assim ainda passei os olhos pelo JN!

 

Peço um cafezito e um bolo de arroz (que de arroz pouco tinha!), nisto sentam-se numa mesa próxima um casal de namorados com cara de caso. Pensei... Que bela forma de começar uma semana, não haja dúvida =)  Bebo o meu cafezito e, ainda que sem querer, ouço parte da conversa (até com o barulho do moinho da máquina de café era audivel)!

 

 

Blá blá blá pardais ao ninho e tal e coisa e coisa e tal.... Sim porque ninguém é de ninguém... blá blá blá

 

Este "ninguém é de ninguém" fez-me lembrar da belissima música do João Pedro Pais! Mas acho que foi só mesmo a mim, eles continuaram como se nada fosse a bela da discussão matinal, como se uma luta de galos se tratasse! Acho que se tivessem tido a mesma ideia que eu acabariam a ter uma discussão metafísica sobre o "amor" e a coisa amainava, ou não! Mas isto sou eu que penso....

publicado por M.M. às 18:25

Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13

21

24
28

30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO