Porque uma é pouco! Porque umas 1000 é capaz de ser demais. Aqui passarão a figurar as muitas existências de mim mesma. As muitas vivências de mim para mim mesma.

29
Jul 09

 

«A culpa não é dos filmes que viste, dos livros que leste, das letras das músicas que gravavas repetidas nas cassetes de fita preta. A culpa foi desse momento - onde raio foi esse momento - em que eternizaste a ideia de acreditar que mereces o princípio, o meio e o fim da mais romântica, foleira, pirosa e linda história de amor.»

 

Adulterado daqui.

publicado por M.M. às 18:03

27
Jul 09

"(...) nunca vi namorados tão embrutecidos, tão cobardes e tão comodistas como os de hoje. Incapazes de um gesto largo, de correr um risco, de um rasgo de ousadia, são uma raça de telefoneiros e capangas de cantina, malta do "tá bem, tudo bem", tomadores de bicas, alcançadores de compromissos, bananóides, borra-botas, matadores do romance, romanticidas."

Excerto de uma crónica escrita por MEC e publicada no Expresso da edição do dia 16 Outubro 2007

 

Pescado aqui.

publicado por M.M. às 12:38

17
Jul 09

Hoje pensei nele!

Pensei nele como nunca o tinha visto antes.

Como nunca tinha imaginado pensar.

 

publicado por M.M. às 18:40

13
Jul 09

Abraça-me

Não me abraces como abraças os outros! Abraça-me a mim.

publicado por M.M. às 19:58

12
Jul 09

 

 

Esses estranhos que nós amamos

e nos amam

olhamos para eles e são sempre

adolescentes, assustados e sós

sem nenhum sentido prático

sem grande noção da ameaça ou da renúncia

que sobre a luz incide

descuidados e intensos no seu exagero

da temporalidade pura

 

Um dia acordamos tristes da sua tristeza

pois o fortuito significado dos campos

explica por outras palavras

aquilo que tornava os olhos incomparáveis

 

Mas a impressão maior é a da alegria

de uma maneira que nem se consegue

e por isso ténue, misteriosa:

talvez seja assim todo o amor.

 

José Tolentino Mendonça, De igual para igual

 

publicado por M.M. às 18:00
tags:

˙˙˙odɯǝʇ áɥ oãu ¡ɐɯsǝɯ ɐlǝp oɥunɔsɐɹ ɯn soɯɐçɐɟ ǝnb ɐɹɐd odɯǝʇ ɯǝs sɐɯ 'oʇɹǝɔ é "s´ǝs" soʇınɯ ɯoɔ ˙˙˙sǝõçdnɹɹǝʇuı ɯǝs 'suǝƃɐɹɐd ɯǝs ¡ǝʇuǝɹɟ ɯǝ ǝɹdɯǝs é ɐpıʌ ɐ

 

ɹɐɹɐd sǝpod oãu ǝnb ǝp lɐuıs ɯn ɐɾǝs zǝʌlɐʇ ˙˙˙ɹɐçuɐʌɐ ɐxıǝp ǝʇ ǝs lɐɯ ɐ sǝʌǝl o oãu ˙˙˙ɯǝƃɐssɐd ǝp sáʇsǝ ¡ɹǝpɹǝd ɐ ɐpɐu suǝʇ ɯǝu ɹɐɹɐd sǝpod o oãu 'ɹǝnb ǝnb opɐl o ɐɹɐd ɹɐɹıƃ opunɯ o ɐxıǝp

 

Foto roubada aqui.

 

Porque é domingo e me apetece por quem por cá passa a torcer o pescoço, aqui fica! Brincadeira feita com a ajuda do flip.

publicado por M.M. às 15:52

06
Jul 09

 

 

O amor é lindo...

publicado por M.M. às 15:06

02
Jul 09

Foto pescada aqui.

 

Ó valha-me Deus que o rapaz para além de feito (para não dizer feio, vá!) ainda usa umas roupinhas que lhe serviriam não fossem os músculos daquela zona um bocadito para o avantajados!

 

Um despacho de griffe (qual será a fonte?) que me usa um cintinho cócó da DG e um relojinho com certeza que vale qualquer coisa como o salário de um português não de um mês, mas vá... de meio ano! Repito, como é que uma alminha tão fina e tão chique usa uma camisinha que não lhe serve? É que ou é isso... ou o caso ainda tem contornos mais arrepiantes... o menino prodígio não se saber sentar de tal maneira que a camisinha "arreganha" =)=)

 

p.s. é tudo por hoje!

 

p.s1. se clicarem na fonte da foto também poderão ver o que Cristiano Ronaldo nunca poderá ter dito ou escrito, uma vez que só é capaz de falar por monosílabos, quando se aventura a ir mais longe do que isso sai asneira concerteza (so se alguém o tenha dito/escrito por ele?!).

 

p.s2 a não ser que finalmente tenha dado uso ao dinheirinho - para além de festas, jantares, jactos, roupinha e caviar para toda a família e amigos - e tenha contratado alguém para o ensinar a falar!

 

ps3 não, não me importa minimamente a vidinha deste sr (: mas hoje apetece-me escrever lixo sobre lixo!

publicado por M.M. às 00:47

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
28
30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO